A tecnologia é uma área que vive em constante evolução, na maioria dos casos para facilitar nossa vida em diversos pontos, inclusive no trabalho. E é justamente pensando nos negócios que surge a Gestão de Ativos de TI, implementação adotada em ambientes empresariais que tem como responsabilidade apresentar e aplicar melhorias e avanços tecnológicos aos serviços corporativos.

A gerência do ambiente de tecnologia permite algo que satisfaz qualquer empresa: que se reduza custos, economize tempo e leve a uma melhor eficácia. Tudo isso com o monitoramento da infraestrutura (energia elétrica, segurança física, manutenção) e de Hardwares e Softwares. A partir disto, a Gestão de Ativos de TI é capaz de elaborar planos de evolução e saber quais das novas tendências são mais favoráveis e adequadas ao seu negócio.

Realizando o gerenciamento de ativos de TI

O primeiro passo do gerenciamento de ativos de TI é justamente localizar os ativos. Os ativos podem ser dados, arquivos, aplicativos, sistemas, equipamentos computacionais, serviços de computação ou de utilidades gerais (eletricidade, refrigeração) ou até mesmo pessoas.

Identificado o ativo, começa a análise quanto a sua localização (se está na área certa), seu comando (se está com as pessoas certas) e, por fim, se está em um bom prazo de utilização, ou seja, a quantas anda seu tempo de vida útil. Nota-se que é essencial ter em mãos informações dos equipamentos de informática e softwares, pois isso facilita a localização dos ativos e também em que ponto pode estar acontecendo um investimento falho com ferramentas, equipamentos ou funcionários.

A importância da Gestão de Ativos

Gerenciar o ciclo de informática traz diversas vantagens tanto internas quanto diante a concorrência. Abaixo listamos algumas delas:

Investimentos certeiros

Uma vez que todos os ativos são localizados e toda análise é feita, o gerenciamento começa na prática, verificando quais equipamentos realmente são necessários e fiscalizando custos de equipamentos que muitas vezes não são verificados.

Menor propensão a erros tecnológicos

A gestão de ativos de TI agora passa a ser responsável pela gestão patrimonial de ativos e por verificar se está sendo utilizado pelos funcionários certos, algo que geralmente fica nas mãos de departamentos como Contábil ou Fiscal. Com a gestão de ativos de TI, estes meios têm um controle maior, uma vez que os ativos estão cada vez mais em meios virtuais.

Controle de gastos

A infraestrutura dos ativos de TI começa a ser conduzida à risca com a gerência do ambiente de tecnologia. O mecanismo passa então a visar e mensurar os gastos pensando na necessidade, potencialização e aprimoramento dos ativos.

Gestão de ativos de TI une tecnologia e produtividade - Softwall

Organização

A Gestão de Ativos quase sempre está atrelada a todos os setores de um negócio, assim a organização do trabalho começa a passar por toda uma reestruturação devido a avaliação de todos os ativos e o agrupamento dos dados em um único lugar, o que torna melhor a compreensão das tecnologias da empresa e as padroniza.

É inegável a variedade de softwares oferecidos no mercado atualmente. Todos eles de fato buscam ajudar a produtividade de empresas, mas é preciso, antes de tudo, saber qual se adequa melhor à sua demanda e qual lhe trará os melhores resultados. A gestão de ativos de TI consegue suprir essa necessidade aliando-se sempre com as melhores tecnologias.

Para saber mais sobre como uma empresa auxiliar na otimização da sua TI, contate-nos sem compromisso:

SOFTWALL – Em Curitiba e Região – Paraná:
Telefone: (41) 3153-5090
E-mail: [email protected]

E também em Florianópolis e Região – Santa Catarina:
Telefone: (48) 3091-1500
E-mail: [email protected]

“Sua segurança é o nosso objetivo”